> exp. filmletras AC80 (nov - 2011 em cartaz institutogoethe + bibliotecalceuamorosolima)

> exp. ccsp (ago-out/2011 – centro cultural vergueiro)

> 2010 CTRLVIDRO (salvador–bahia)/

2009: ZERO AO CUBO

& (outras frentes:) cage:chance:change|mosaicages

quarta-feira, 15 de fevereiro de 2012

entrevista para catalogo ccsp (inédito)

entrevistador Cayo Honorato
estrevistado Daniel Scandurra
dezembro de 2011

você parece interessado em que seu trabalho seja de algum modo "eficiente". em relação a quê você mediria essa eficiência?

(juxtaposição de linguagens) será eficiente se estimular o público a deixar de ser público e instigar nele a percepção de estruturas e a possibilidade de transcriá-las (VOCÊ ECOA).
conforme indico no PROPAGRAMA (q nomeei METAESQUINA), o projeto está em progresso e tem metas explícitas, por exemplo: levantar a questão (se utópica, pela utopia!) d q o novo uso q dou ao relógio poderia ser uma alternativa viável d ocupação desse e outros meios d comunicação. além disso há uma meta implícita: apontar o grande paradoxo que foi todo esse processo. me refiro ao fato de a prefeitura ter retirado as colagens por serem ilegais e depois ter bancado a exposição da documentação das mesmas colagens em seu principal centro cultural.

mas o que esse "paradoxo" lhe diz?
é um ótimo retrato de como as coisas em (GELÉIA)geral “funcionam”: onde/quando arte e cultura só podem acontecer em espaço/tempo restritos e, além disso, são comumente dispostos como dieta privilegiada para especializados. (: 2012, fim do surdo: desespecializar).
MAS, as colagens proibidas foram selecionadas para o ccsp: eis a BRECHA.
para ter sua meta explícita correspondida (dito: os relógios funcionando como plataformas feitas por/para quem (se) interessar) METAESQUINA correria sérios riscos de se “institucionalizar”, MAS lembro q A AUTOmAÇÃO É REALIDADE : GESTÃO DIRETA ▼I▲ WEB (extensões: fb+yt+wiki+gdocs ≤ vc) : ▼I▲ RUA : cem saídas..

me ocorre que sua "meta explícita" parece funcionar na medida em que de algum modo fracassa. o que te faz pensar que suas colagens não vendem nada?
a contribuição milionária de todos os erros: dialética/EXPERIÊNCIA = fracasso = sucesso. não há como garantir q o uso dos relógios não venda algo, direta ou indiretamente, mas tem como garantir q não seja preciso comprar o espaço para usá-lo, liberdade q PROPICIA outras metas para o meio-relógio (daí o caráter prototípico das colagens q fiz).

você propõe um "diálogo direto com a vida", mas ao mesmo tempo "não vacila em ampararestruturar-se", de modo prioritário, no legado da poesia concreta, e também em outras formas de arte. que tipo de indistinção entre arte e vida seu trabalho introduz?
não se trata de pura indistinção mas de uma desigualdade dialética: a arte reprogramar a vida (para que ▼I▼▲) : METAESQUINA é uma provocação para q se abram (os) espaços de manifestação, q sejam livres . se a poesia concreta já foi, oswald já foi, CLARK HO, se foi torquato e TUDO q ESTÁ DITO, sobrevive a ▼▲I▲ : ignição para invenção de novosprogramasroteiros : ver/comer/rever as metas permanentes (lance de dados/4’33’’/cavaletes de (grande)VIDRO/               /meiomensagem/sobedécio : ) : TUDO ESTÁ INFINITO : pra m'inspirar abro a janela como um jornal : novos meios novos : todos criadores e conscientes d(isso é prioritário)                    ,

aplicados sobre os vidros do CCSP, os HEXACUBOS se multiplicam em reflexos por todo o espaço. eles não só condensam tudo o que se pode ver, mas podem ser vistos em “todos” os lugares. de que maneira isso lhe interessa? [eu também poderia continuar perguntando por seu interesse pelas intersemioses (música, design, literatura etc.), da sua astúcia em ocupar todos os espaços (biblioteca, elevador, entradas etc), do caráter pregnante e repercussivo (você ecoa) do trabalho, da sua vontade de onipresença, de se indexar a momentos diversos da história da arte contemporânea (metaesquina, sobedécio, jogos de dados etc.), mas de ser também “cultura de massa”. e poderia problematizá-lo perguntando se isso seria uma tática de ocupação ou uma vontade de controlar a circulação do seu trabalho 
pode considerar aqui aquela ideia de “multiplas ramificações de significados” que está anotada no caderno que deixei acessível ao público durante a exposiç (

___________ , ___________________________________:
__________
&

                                      ”_____________________
_____________ (





chance2

Tecnologia do Blogger.